quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Com moto 0 km como prêmio para torcida, Moto 1000 GP abre treinos do GP Cascavel

Quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade terá cinco corridas neste domingo no Autódromo Zilmar Beux

Fonte: Grelak Comunicação
Os melhores pilotos do Brasil e de outros seis países estarão na pista do Autódromo Zilmar Beux, em Cascavel (PR), a partir desta sexta-feira (29), dia dos primeiros treinos livres para a quarta etapa do Moto 1000 GP. As corridas do GP Cascavel vão marcar neste domingo (31) o término da primeira metade do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, com disputas nas categorias GP 1000, GP 600, GP Light e GPR 250.
A movimentação em Cascavel teve início já na quinta-feira (28), dia dos treinos extraoficiais que tiveram participação de maioria das equipes do Moto 1000 GP. O programa da etapa prevê quatro sessões de treinos livres e mais a tomada de tempos classificatória, que será subdividida em duas fases, para cada uma das categorias. Os organizadores acreditam que o evento vá reunir mais de 30.000 torcedores no autódromo.

Todos os ingressos para o evento darão direito a concorrer a uma moto Honda Pop 100 zero quilômetro, em sorteio que será desenvolvido durante a programação do domingo, em parceria do Brasileiro de Motovelocidade com a concessionária local Motopark. Os pontos de venda de ingressos para o evento estão indicados no site moto1000gp.com.br e a compra antecipada dá direito a um boné oficial da competição.

MOTO 1000 GP – PROGRAMAÇÃO DO GP CASCAVEL
(Autódromo Zilmar Beux, 29 a 31 de agosto de 2014)
Sexta-feira
13h00 – primeiro treino livre da GPR 250 (25 minutos)
13h35 – primeiro treino livre da GP 600 (25 minutos)
14h10 – primeiro treino livre da GP 1000 (25 minutos)
14h45 – primeiro treino livre da GP Light (25 minutos)
15h20 – segundo treino livre da GPR 250 (25 minutos)
15h55 – segundo treino livre da GP 600 (25 minutos)
16h30 – segundo treino livre da GP 1000 (25 minutos)
17h05 – segundo treino livre da GP Light (25 minutos)
Sábado
9h00 – terceiro treino livre da GPR 250 (25 minutos)
9h35 – terceiro treino livre da GP 600 (25 minutos)
10h10 – terceiro treino livre da GP 1000 (25 minutos)
10h45 – terceiro treino livre da GP Light (25 minutos)
11h20 – quarto treino livre da GPR 250 (25 minutos)
11h55 – quarto treino livre da GP 600 (25 minutos)
13h20 – quarto treino livre da GP 1000 (25 minutos)
13h55 – quarto treino livre da GP Light (25 minutos)
14h30 – treino classificatório Q1 da GPR 250 (20 minutos)
14h55 – treino classificatório Q1 da GP 600 (20 minutos)
15h20 – treino classificatório Q1 da GP 1000 (20 minutos)
15h45 – treino classificatório Q1 da GP Light (20 minutos)
16h15 – treino classificatório Q2 da GPR 250 (10 minutos)
16h30 – treino classificatório Q2 da GP 600 (10 minutos)
16h45 – treino classificatório Q2 da GP 1000 (10 minutos)
17h00 – treino classificatório Q2 da GP Light (10 minutos)
Domingo
8h10 – warm up da GP 600 (10 minutos)
8h30 – warm up da GP Light (10 minutos)
8h50 – warm up da GP 1000 (10 minutos)
9h10 – warm up da GPR 250 (10 minutos)
10h20 – largada da terceira etapa da GPR 250 (13 voltas)
11h20 – largada da quarta etapa da GP 600 (21 voltas)
11h50 – show de wheeling e visitação aos boxes
13h10 – largada da quarta etapa da GP 1000 (24 voltas)
14h05 – largada da quarta etapa da GP Light (21 voltas)
15h00 – largada da quarta etapa da GPR 250 (13 voltas)
16h10 – motopasseio

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Moto 1000 GP terá Lucas Bittencourt como piloto da casa no GP Cascavel

Aos 21 anos, cascavelense volta ao grid do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade na quarta etapa da temporada

Fonte; Grelak Comunicação.
O GP Cascavel, que vai marcar neste domingo (31) o encerramento da primeira metade da temporada de 2014, terá participação de pelo menos um piloto da cidade. Lucas Bittencourt confirmou nesta quarta-feira (27) presença no grid da categoria GP 600 para a corrida no Autódromo Zilmar Beux, quarta das oito etapas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. O cascavelense vai tomar parte da disputa pilotando a Kawasaki ZX6 número 22.
Bittencourt estreou no Moto 1000 GP na última etapa de 2013, também realizada em Cascavel. Largou e terminou em 14º. “Acho que fui bem para uma corrida de estreia, com a pouca experiência que tinha de pista. Agora acho que estou melhor preparado”, pondera o piloto de 21 anos. “Neste ano eu participei de vários cursos, sessões de Track Day, tive muito mais contato com as pistas. Mesmo tendo sido com moto de rua, consegui pegar ritmo”, pondera.
A participação nos treinos extraoficiais que terão maioria das equipes na pista nesta quinta-feira (28) vai intensificar a preparação de Bittencourt para o GP Cascavel. “Vai ser muito bom para eu já tomar contato com a moto e me familiarizar. Como tem muitos treinos na programação da etapa, também, acho que vou conseguir me preparar bem. Meu objetivo é ganhar experiência, ir até o fim da corrida, evitar quebras. O resultado que vier vai ser bem-vindo”, diz.

Em sua segunda participação no Moto 1000 GP, Lucas Bittencourt terá no autódromo o apoio de uma torcida organizada, formada pelos integrantes de seu grupo de motociclistas, o Ware Ware Bikers. “É uma turma muito unida, de um astral muito bom, e contar com o apoio deles vai ser importante para mim. O meu desafio não vai ser fácil, vou enfrentar os melhores pilotos do Brasil na corrida e ter a torcida ao meu lado acaba ajudando, sim”, considera.

Honda CG 150 Titan fica mais segura


 A partir de R$ 7.680, linha 2015 da versão de topo da Honda CG traz recurso que melhora frenagens


Publicado no Portal Jornal do Carro em 27/08/2014.
Quando o assunto é motocicleta, a marca que inova e cria tendências no País é a Honda. Um bom exemplo é a CG 150 Titan com freios combinados, importante – e única – novidade para a linha 2015 do modelo feito em Manaus. Com a tecnologia, o preço parte de R$ 7.680 para a versão ESD e R$ 8.180 para a EX, que traz rodas de liga leve. Para comparação, a linha sem o recurso partia de R$ 7.450.
O sistema é simples e requer a adição de poucos componentes. Há um tubo flexível, um reservatório de fluido e um cilindro mestre extras. O objetivo é melhorar a distribuição da força de frenagem – em 66% na traseira e 43% na frente – e, consequentemente, a segurança na hora de pilotar a moto.
Toda vez que o pedal do freio de trás é acionado, o dianteiro também entra em funcionamento. Isso ocorre de forma parcial, pois só um dos três êmbolos da pinça da frente está ligado ao traseiro. Os outros são ativados pelo manete, que não aciona o sistema de trás.
Na prática, o que ocorre é que, em frenagens de emergência, a moto mantém a estabilidade e não “rabeia”. O segredo é que há equalização na maneira com que as suspensões, dianteira e traseira, são comprimidas pela força da frenagem.
Na linha 2015, a Titan mantém o conjunto bem equilibrado, com destaque para a ergonomia e o confiável – apesar de ruidoso e áspero – motor flexível, de 14,3 cv e 1,45 mkgf. O câmbio de cinco marchas tem engates curtos e precisos. O acabamento está no mesmo nível das rivais. O preço salgado é um ponto negativo.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Harley-Davidson apresenta linha 2015 nos Estados Unidos

Road Glide

A linha 2015 da Harley-Davidson começa a chegar aos concessionários dos Estados Unidos a partir de hoje, 26 de agosto

Fonte: Printer Press
Impulsionada pelo Projeto RUSHMORE, pelo lançamento global das motocicletas Street™ 500 e Street™ 750 e pela grande repercussão do Projeto LiveWire™, a Harley-Davidson segue o ritmo com a introdução da linha 2015 no mercado estadunidense. Combinando design fantástico, sistema de áudio premium e excelente ergonomia, a empresa expande seu portfólio com novas opções de modelos e oferece aos motociclistas mais possibilidades para curtirem a estrada.
“A ampla linha 2015 demonstra nosso comprometimento em entregar motocicletas fantásticas aos clientes”, explica Matt Levatich, presidente e chefe de Operações da Harley-Davidson Motor Company. “Fazemos questão de estar sempre junto deles, e tudo o que realizamos tem como objetivo principal entregar o que esperam e desejam da Harley-Davidson.”

Novidades da linha 2015:
Harley-Davidson Road Glide®
Após o intervalo de um ano, essa autêntica bagger está de volta, com uma nova carenagem fixa montada sobre o garfo, com abertura de ar que diminui a turbulência, faróis duplos de LED Daymaker™ e um guidão mais recuado e com novo ângulo, aprimorando sua ergonomia.

Harley-Davidson Road Glide Special®
A versão mais completa do modelo vem de série com sistema infotainment Boom!™ Box, suspensão ajustável e freios Reflex™ com ABS.

Harley-Davidson Trike Freewheeler™
A Harley-Davidson expande sua atuação no mercado de três rodas com o lançamento desse modelo. Desde o guidão mini ape-hanger, até o para-lamas estilo bobtail, o triciclo Freewheeler™ alia estilocustom e facilidade de condução. A nova traseira confere ao modelo um perfil baixo e alongado.

Novo sistema de freios para a família Softail®
A inovação oferece melhor capacidade de resposta e diminui o esforço feito no manete em 40%. Dentre os novos componentes do freio dianteiro, estão uma pinça com quatro pistões de 34mm e 32mm, pastilhas com material de alta performance, cilindro mestre renovado e um disco de 300mm. Além disso, a pinça e o cilindro mestre foram reestilizados, garantindo um design mais bonito às motocicletas.

Harley-Davidson Electra Glide® Ultra Classic® Low / Harley-Davidson Ultra Limited Low
A Harley-Davidson oferece um conjunto de melhorias na ergonomia dos modelos Touring. Entre elas, destaca-se o banco mais baixo, oferecendo mais confiança aos motociclistas, combinado com o pacote completo de recursos do Projeto RUSHMORE, além do autêntico estilo da marca.

Harley-Davidson CVO™ Street Glide®
Com um novo sistema de áudio Boom! que gera 600 watts de potência através de quatro alto-falantes dianteiros e três traseiros, essa bagger de produção limitada proporciona excelente qualidade sonora. A moto também garante exclusividade, com quatro opções de pintura especial.

Harley-Davidson CVO™ Road Glide® Ultra
Essa motocicleta premium traz uma aerodinâmica fantástica, itens de luxo e a imponente performance do motor Screamin’® Eagle Twin-Cooled™ Twin Cam 110™.

Em toda a linha 2015, a Harley-Davidson oferece novas opções de estilo, com oito cores inéditas, incluindo as chamadas “Black Magic” e “Radioactive Green”, além das novas cores da pintura especial Hard Candy Custom™ – Cancun Blue Flake e Quicksilver Flake.

No que se refere à customização, a tradição da Harley-Davidson é levada ao limite. Este ano, centenas de novos componentes de peças e acessórios estão sendo lançados. Os motociclistas de todo o mundo ainda terão à disposição novas jaquetas, botas, capacetes, camisetas e muito mais.
“O lançamento da linha 2015 da Harley-Davidson nos Estados Unidos nos enche de orgulho, por ver que a empresa segue firme em sua filosofia de lançar os produtos que nossos clientes no mundo inteiro desejam, e que complementam o seu estilo de vida. A Harley-Davidson do Brasil está fazendo estudos de mercado para avaliar quais modelos se encaixam no perfil do consumidor brasileiro e trazê-los no momento oportuno”, afirma Longino Morawski, diretor-superintendente Comercial da Harley-Davidson do Brasil.




segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Cascavel tem etapa decisiva na disputa por vaga no Red Bul MotoGP Rookies Cup

Rodada dupla da categoria-escola GPR 250 na quarta etapa do Moto 1000 GP vai definir lista de candidatos a disputar seletiva internacional

Fonte: Grelak Comunicação
Os pilotos da GPR 250, categoria-escola implantada em 2013 pelo Moto 1000 GP, preparam-se para, pela primeira vez, disputar uma rodada dupla. O GP Cascavel, quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, terá todas as suas provas neste domingo (31), no Autódromo Zilmar Beux. A inédita realização de duas corridas da GPR 250 foi determinada para que se reponha a corrida cancelada por conta de fatores climáticos no GP Brasília, em julho.
As corridas da GPR 250 valerão como terceira e quarta das oito etapas da temporada. Além disso, serão a segunda e a terceira das quatro provas que formam, no calendário de 2014, a classificação da seletiva do Moto 1000 GP para o Red Bull MotoGP Rookies Cup – a competição que vai indicar o piloto do Brasileiro de Motovelocidade classificado será finalizada na quinta etapa, que será disputada no dia 21 de setembro em Goiânia (GO).

A parceria do Moto 1000 GP com a Red Bull para classificar um de seus pilotos à seletiva internacional foi anunciada na segunda quinzena de maio, após a primeira etapa da temporada nacional. Assim, ficou definido que a vaga seria do piloto que somar mais pontos entre a segunda e a quinta etapa, desde que preencha todos os requisitos. Caso algum dos requisitos exigidos não seja preenchido, a vaga será do piloto que obtiver a segunda maior pontuação.

“O evento em Cascavel cresce muito em importância para os pilotos da GPR 250”, considera Gilson Scudeler, promotor do Moto 1000 GP. “Duas das quatro corridas da seletiva para o programa da Red Bull vão acontecer nesse dia. Pilotos e equipes vão o desafio de traçar uma estratégia que contemple todos os aspectos da competição e que permita tirar o melhor proveito possível da rodada dupla. Vão ser duas corridas interessantíssimas”, aposta.

A disputa dos pilotos da GPR 250 pela vaga na seletiva internacional do Red Bull MotoGP Rookies começou na segunda etapa do Moto 1000 GP, em São Paulo (SP). Lucas Torres, piloto da Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, foi o vencedor da etapa e lidera a disputa pela classificação. A pontuação geral do Brasileiro de Motovelocidade é liderada por Meikon Kawakami, da Playstation-PRT, que soma uma vitória e um segundo lugar em duas corridas.

O Red Bull MotoGP Rookies Cup vai custear a viagem do classificado e de um acompanhante para a etapa de outubro da seletiva internacional. Ele se juntará a mais de cem pilotos de todo o mundo. A triagem será realizada em três dias. No primeiro, serão avaliados os pilotos europeus, ficando o segundo reservado à avaliação de pilotos dos demais continentes. Os pilotos de melhor índice voltarão à pista no último dia para mais uma sessão de testes.

A vaga na Red Bull MotoGP Rookies Cup, segundo Scudeler, fomenta o objetivo principal do Moto 1000 GP. “O evento nasceu da carência que o Brasil tinha de um campeonato que fosse, de forma clara, a base para jovens pilotos com condições de cumprir uma carreira internacional de sucesso”, aponta. Atual campeão da Red Bull MotoGP Rookies Cup, o checo Harel Hanika, 18 anos, disputa a categoria Moto 3 do MotoGP pela Red Bull KTM Ajo.

Indenizações do DPVAT dobram em 3 anos, com impulso do Nordeste

Número subiu 106% no 1º semestre do ano contra mesmo período de 2011.

Publicado no Portal G1 em 25/08/2014
Impulsionado pelo aumento das motos no Nordeste, o número de indenizações pagas pelo seguro obrigatório de veículos (DPVAT) no primeiro semestre dobrou em três anos, saltando de 165 mil entre janeiro e junho de 2011 para 340 mil no mesmo período de 2014, segundo dados da Líder-DPVAT, que administra o seguro.
A alta de 106% contrasta com o crescimento de 28% da frota nacional entre junho de 2011 e o mesmo mês em 2014, conforme dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).
Desde 2012, a região Nordeste lidera o ranking do recebimento de indenizações, mesmo com apenas 16% da frota nacional. Segundo o DPVAT, a explicação é que o crescimento da frota no Nordeste e Norte se deu principalmente pelas motos, que lideram os pagamentos feitos pelo seguro obrigatório a vítimas de acidentes.

“Em alguns estados do Norte e Nordeste, a porcentagem de motocicletas (na frota) chegou a 55%, enquanto a média nacional é de 27% e em São Paulo é 20%. Além disso, os estados são maiores e têm dificuldade de fiscalização. Pessoas andam sem capacete, com até quatro na moto”, afirma Marcio Norton, diretor de relações institucionais da Líder-DPVAT.

O crescimento da frota de motos no Nordeste começou a se destacar em 2010. No ano seguinte, a região superou o Sudeste em vendas pela primeira vez. Só na Paraíba, o número de motocicletas subiu 638% em pouco mais de 10 anos.

As motocicletas, principalmente de baixa cilindrada, passaram a ser usadas no trabalho, no lugar do jegue. Em março deste ano, o Ministério Público do Rio Grande do Norte promoveu uma degustação de carne de jumento, para chamar a atenção para o abandono desses animais nas estradas do estado.
O Nordeste foi o destino de 34% das indenizações do DPVAT. Foram pagas 114 mil entre janeiro e junho passados, um número 163% maior do que o do primeiro semestre de 2011. Desse montante, 59% foram para vítimas de acidentes com motos.

Outros 11% dos pagamentos (36.885) foram destinados ao Norte, sendo mais da metade por acidentes com motocicletas. A região possui apenas 4,9% da frota nacional de veículos, mas se mantém como a quarta maior em número de indenizações (11%) do DPVAT, superando o Centro-Oeste, com 10%.

Nordeste e Norte foram são as únicas regiões onde o pagamento de indenização por mortes em acidentes com moto predominou no primeiro semestre deste ano em relação aos causados por automóveis. No Sudeste, Sul e Centro-Oeste, os acidentes com automóveis dominam as indenizações por morte.
São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, que concentram 50% da frota brasileira, seguem na vice-liderança no geral, com 26% dos pagamentos de indenizações no semestre. O aumento em três anos também foi expressivo: 104%, saindo de 43 mil no primeiro semestre de 2011 para 89 mil entre janeiro e junho deste ano.

O Sul, que era líder em 2011, ficou em terceiro neste ano, com 19% dos pagamentos do DPVAT (65.172).
No total, a administradora do seguro pagou R$ 1,7 bilhão a vítimas entre janeiro e junho passados. Acidentes com motocicletas resultaram em 75% das indenizações (256.387); os com automóveis, 23% (67.906).

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Ducati nacionaliza a 1199 Panigale e preço fica R$ 7 mil mais baixo

Montada em Manaus, esportiva parte de R$ 72.900. Modelo possui motor de dois cilindros e 195 cavalos de potência.

Publicado no portal G1.com em 22/08/2014
A Ducati anunciou nesta sexta-feira (22) o início da montagem, em Manaus, da esportiva 1199 Panigale. Com a nacionalização da motocicleta, nas versões Panigale e Panigale S, os preços ficaram R$ 7 mil mais baixos. O modelo passa a custar a partir de R$ 72.900 e chega às concessionárias da marca por este valor ainda em agosto, substituindo a versão importada da Itália, que tinha valores começando em R$ 79.900.
A opção S passou de R$ 94.900 para R$ 87.900, enquanto a top de linha Panigale R, segue disponível apenas importada, por R$ 119.900. Completando a gama Panigale, a edição especial S Senna também não teve alterações no valor, de R$ 100 mil, pois já era montada em Manaus.

Como base, a Panigale possui motor bicilíndrico de 195 cavalos de potência e 13,46 kgfm de torque. A esportiva é o 4º modelo da empresa a sair da linha manauara, em parceria com a Dafra, somando a Multistrada, Monster 796 e Diavel.
O modelo inclui sistema de configuração modos de pilotagem, acelerador eletrônico, controle de tração, Ducati Quick Shift, Engine Brake Control, freios Brembo ABS , suspensões Marzocchi (dianteira) e Sachs (traseira), painel digital colorido com indicação de marcha, faróis full led e preparação para DDA+ (Ducati Data Analysis +).
Além dos itens da versão de entrada, incorpora a DES (Ducati Eletronic Suspension Ohlins) - suspensão eletrônica, amortecedor de guidão ajustável Ohlins, para-lamas dianteiro em fibra de carbono e rodas forjadas Marchesini.
Veja preços:
1199 Panigale R$ 72.900,00
1199 Panigale S R$ 87.900,00
1199 Panigale S Senna edição limitada R$ 100.000,00
1199 Panigale R (apenas importada) R$ 119.900,00

Continental faz recall de pneus de motos.

A UTILIZAÇÃO DESSES PNEUS PODE RESULTAR EM UMA POTENCIAL PERDA DE PRESSÃO DE INFLAÇÃO, COLOCANDO
EM RISCO A SEGURANÇA DO CONDUTOR, E ACARRETAR, POR CONSEQUÊNCIA, EVENTUAIS ACIDENTES.
Um levantamento realizado pela Continental Pneus identificou uma não conformidade na banda de rodagem e/ou cintas dos pneus dianteiros para motocicletas, nas medidas 120/70 ZR 17 e 120/70 R 17, comercializados no Brasil no período de Janeiro de 2012 a Julho de 2014.
Nenhum dano físico relacionado aos pneus mencionados foi registrado. A Continental Pneus, visando a segurança de seus consumidores, está iniciando em 11/08/2014, a campanha de chamamento voluntário desses produtos.
Os pneus que deverão ser substituídos podem ser facilmente identificados pelo consumidor por meio dos quatro últimos dígitos do número de série DOT gravado na lateral e que indica o seu período de produção (semana/ano). Apenas pneus com DOT entre 1907 (19ª semana de 2007) e 2614 (26ª semana de 2014) são cobertos por esse programa de troca voluntária. São eles:
Fundamentada no princípio de segurança, a Continental realiza este anúncio e convoca os proprietários desses produtos
a comparecer a uma de suas revendas oficiais para a realização da substituição gratuita dos pneus afetados.

A Continental reforça que esse programa voluntário não envolve outros tamanhos de pneus, períodos de produção,
modelos ou linhas de produtos da marca.
Para mais informações, visite www.continentalinforma.com.br ou contate a Continental pelo 0800-170-061
ou pelo e-mail: informe@conti.com.br . Informações sobre a campanha em outros países, acesse: www.conti-moto.com/exchange.